roteiro

Exposição Frida e eu abre no Rio para crianças

Frida e eu é uma exposição de arte interativa elaborada especialmente para o público infantil

Depois de ter passado pelo Pompidou, na França, além de espaços na Inglaterra, Espanha e México, é a vez do público brasileiro conhecer melhor a história de dores e amores de Frida Kahlo.

Exposição está no Museu Histórico Nacional, no Rio, até 02/10. No início de 2017, chega a São Paulo.

A exposição é composta por seis eixos temáticos, que estarão expostos no Museu Histórico Nacional, um dos mais importantes do país, com um acervo de cerca de 300 mil ítens e ocupando um conjunto arquitetônico de grande relevância histórica para a antiga capital federal.

Através dos temas FRIDA E O AUTORRETRATO, FRIDA E A FAMÍLIA, FRIDA E A DOR, FRIDA E DIEGO, FRIDA E A NATUREZA e FRIDA E PARIS, os visitantes entrarão em contato com a vida e
a obra da artista, a primeira latino-americana
a ter um quadro vendido por um milhão de dólares. Mundialmente conhecida por seus autorretratos – cerca de um terço de seu trabalho – ela também valorizou, como poucos, as cores e a cultura de seu país. Suas telas são, na maioria das vezes, cheias de tons, elementos, animais, plantas – e alguma agonia.

São diversas instalações que trarão a alma da artista para perto das crianças. Não estarão no Museu Histórico Nacional obras de acervo, pinturas feitas pela própria – mas todos terão à disposição, por exemplo, uma estação com diversas almofadas espalhadas pelo chão, um cavalete adaptado, canetas esferográ cas e um espelho no teto colocado na posição exata em que todos deitados consigam

se ver. E que desenhem o que quiserem, que achem graça nessa posição pouco comum de se olhar! Esse é o espírito de “Frida e eu”.

E o que essa estação tem a dizer aos visitantes? Por que essa provocação? Porque foi assim que ela começou a pintar. Então, abrindo o eixo temático FRIDA E O AUTORRETRATO temos já um encontro rápido com uma passagem bem marcante da vida da mexicana: depois de um gravíssimo acidente
de ônibus que lhe rendeu múltiplas fraturas e 35 cirurgias, foi aprisionada à sua cama, em repouso obrigatório, que a pintura começou a se tornar presente e desejada em sua vida.

Os temas estarão distribuídos pelo espaço do Museu; um a um será apresentado de maneira lúdica. Alguns terão ainda uma fala de Frida representativa daquele tema. Nesse eixo inicial, a síntese é: “Se pinto a mim mesma é porque passo muito tempo sozinha e porque sou a pessoa que melhor conheço”. E então, há uma ligeira contextualização sobre como Frida aparece em seus autorretratos e perguntas que instiguem os visitantes.

 

SERVIÇO

Exposição “Frida e eu”

De 28 de julho a 02 de outubro de 2016

Local: Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro
Endereço: Praça Marechal Âncora, próximo à Praça XV / Centro Telefone: (21) 3299.0300 / 3299.0324
Horário de visitação: terça a sexta, das 10h às 17h30; sábados, domingos e feriados, das 14h às 18h. Fechado às segundas-feiras.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply