Comportamento

A importância da leitura durante a infância

Criança que lê será um adulto que pensa. Por isso a importância da leitura durante a infância. Sem falar na ajuda no processo de alfabetização, e por aí vai. E num mundo de tablets e smartphones, qual é o lugar que os livros ocupam na vida das crianças?

Princesas em apuros, madrastas más, gigantes ferozes e príncipes encantados. Para muitas pessoas, foram esses os personagens que deram origem a um mundo de fantasias e imaginação ainda na primeira infância, época em que quase toda noite tinha uma boa história a ser ouvida antes de dormir. “É desde essa fase que se forma o hábito de leitura, que começa pelo contato com histórias, enredos e personagens. Por isso, mesmo quando a criança ainda não sabe ler, é importante que os pais leiam para ela, criando uma rotina prazerosa”, diz Andrea Ramal, Doutora em Educação pela PUC-RJ.

Por isso, ler para os filhos desde que são pequenos é tão importante para a formação deles. E além dessa questão superimportante que é criar o hábito de leitura que pode seguir pelo resto da vida, contar histórias para as crianças é uma forma de mostrar a elas o quanto o contato com os livros é agradável. “A leitura estimula a imaginação, a criatividade e a capacidade de interpretar mensagens. Na escola, quem lê bastante tem mais chances de se sair bem em atividades que envolvem redação, interpretação e raciocínio”, explica Andrea, que destaca: “porém, o ideal é que as crianças se aproximem da leitura porque é algo divertido, não porque ela ‘serve para algo’”.

Mas se ler já parecia ficar meio de lado antigamente, quando os recursos tecnológicos não chegavam nem perto de tudo o que temos hoje em dia, como esperar que nossos filhos larguem o celular por alguns minutos para ler? Talvez o importante aqui seja lembrar que, atualmente, a literatura não está mais presa ao papel. Os livros eletrônicos e os tablets estão aí para comprovar isso. “As crianças são fascinadas pelas tecnologias e os pais podem aproveitar essa oportunidade incentivando-as a ler nessas plataformas. Elas têm sons, imagens, animações e podem cumprir funções similares no aprendizado”, destaca a especialista.

E se você é das antigas e quer muito que o seu filho tenha a mesma sensação que você tem ao abrir um livro novo e sentir o cheiro da tinta no papel, pode tentar algumas estratégias que costumam funcionar. Levar seu pequeno à seção infantil da livraria e passar a tarde folheando livros é uma boa – além de ser uma delícia! Além disso, há zilhões de opções de livros com mil e um recursos, como sons, texturas, botões… Todas aquelas coisas que as crianças adoram e que, unidas à imaginação solta, ficam ainda melhores.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply