saúde

Com alimentação variada e estilo de vida saudável, diga adeus à fadiga!

Conheça os principais motivos de sentir cansaço, desânimo e falta de disposição e confira dicas práticas para combatê-los

Sensação de cansaço, desânimo, falta de motivação, dores físicas e alterações emocionais são alguns dos sinais da já tão conhecida fadiga. Mas você sabia que ela pode ser realmente uma doença? A chamada “fadiga crônica” pode estar relacionada ao estresse do dia a dia e também à má alimentação e à falta de atividades físicas.

Para prevenir o aparecimento deste sintoma, há pequenas atitudes que podemos mudar. Uma delas é adotarmos uma alimentação variada, rica em vitaminas e minerais, presentes principalmente nos alimentos de origem vegetal e seus derivados. “Beber bastante água, ter cuidado com o excesso de cafeína e se alimentar regularmente, sem pular as refeições, são algumas medidas importantes para assegurar o nível de energia adequado ao longo do dia e promover maior bem estar.” recomenda a nutricionista Lara Natacci, graduada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo, mestre em Comportamento Alimentar pela Universidade de São Paulo e doutoranda pela mesma instituição.

A ingestão de alimentos que contenham boas quantidades de ferro podem auxiliar na prevenção de anemia, uma causa frequente da fadiga. De acordo com a Dra. Lara, o recomendado é que uma pessoa adulta, entre 19 e 30 anos, consuma em média 8 mg/dia de ferro para os homens e 18mg/dia para as mulheres. “O ferro é um componente essencial para o transporte de oxigênio em todo o corpo, uma vez que integra a hemoglobina, célula responsável por este transporte. Portanto, a falta dele pode desencadear diversos sintomas, inclusive a fadiga”, explica.

Outra causa desta doença é a perda de massa muscular e, para reverter isso, precisamos de atividade física frequente associada a uma ingestão adequada de alimentos ricos em proteínas. A American College of Sports and Medicine, em publicação recente (2015), recomenda uma ingestão de 1,2 a 1,7g de proteínas por quilo de peso, associada à prática regular de exercícios físicos, inclusive os de força, para manutenção e recuperação da massa muscular. Por exemplo, uma pessoa que pesa 60kg deve, neste caso, ingerir de 72 a 102 gramas de proteínas por dia.  “Encontramos 8g de proteína em 1 xícara de leite de vaca, 7g em uma xícara de leite de soja, 6g em 1 ovo, 21g em 90g de carne, e 16g em uma xícara de leguminosas”, complementa a Dra.Lara.

Sucos e shakes à base de soja podem compor uma alimentação equilibrada e são ótimas fontes de minerais e vitaminas, como ferro, vitamina C, complexo B, entre outras. Além disso, a soja possui uma proteína considerada de alto valor biológico e, assim, preparações com esse tipo de alimento são ótimas alternativas para dar mais força e disposição para o seu dia.

Importante: Consulte um médico para se certificar de que o seu cansaço não é causado por outras doenças e não deixe de realizar exames decheck up, ao menos uma vez por ano.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply