filhotes e fricotes

A banda vai passar

Ontem fui a reunião da classe do Pedro na escola. Era pra falar dos projetos, como eles estão indo e etc…E como a professora de musica não falou em janeiro, lá estava ela pra contar sua idéia também. Eu estava interessada em saber o porquê dela ter escolhido o Chico para dar em sala de aula. “Simples, porque quando se ensina musicalização é possível trabalhar um compositor como ele em diferentes vertentes”, disse a Liu Mara. Eles estão “estudando” as composições, as musicalizações, os instrumentos, as letras…confesso que o que, de imediato, pareceu complexo demais pros pequenos, caiu como uma luva aos ouvidos atentos e despertos das crianças.

Outro dia o Pedro chegou em casa cantando “eu tava a toa na vida, o meu amor me chamou, pra ver a banda passar, cantando coisas de amor…”. Dai minha mãe veio almoçar em casa e pedi pra ele cantar a música que tava aprendendo na escola. Todo prosa lá foi ele cantar o refrão. Falei “viu só, eles estão estudando o Chico”. E ele quase que ofendido retrucou “é o Chico Buarque, vó!”. A cena foi ótima!!! Como um serzinho desse tamanho sabe tão bem sobre um compositor tão distante da sua idade?! Deve ser porque suas músicas e melodias não são tão distantes assim e porque os ouvidos dos pequenos estão muito mais atentos do que os nossos.

Aliás, a Liu Mara despertou outra coisa também…a minha consciência sobre a música no meu dia a dia. “A gente escuta música toda hora, mas sempre de fundo, como a televisão”. Não é que é verdade?! A gente liga o som e fica ali…de fundo, enquanto estamos dirigindo, falando no telefone, no computador…fazendo qualquer outra coisa, menos escutando música. As crianças não. Elas pedem pra ouvir, páram, ouvem e se divertem com a música. Deve ser por isso que sabem apreciar coisas que já não sabemos mais.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply