filhotes e fricotes

Tamanho é documento

Ainda mais nesse caso, ou no meu caso. Hoje foi dia de exame “do bebê na barriga”, pra ver se esta tudo bem, se tem todos os órgãos bem formados, se tá crescendo, etc…Mesmo sendo meu terceiro menino, ainda consigo me surpreebder com os exames de rotina. É fofo ver teu filho lá dentro da barriga se formando. As vezes, páro, olho a barriga e fico tentando olhar bem lá dentro pra vê-lo. Acho meio surreal ter um bebezinho dentro da gente, que a gente carrega pro trabalho, pro banho, pra cama, pro que for. Dai vc vai fazer um ultrassom e vê o pequeno bocejar. Ãh? Como assim? Fofo, ele abriu um bocão bem na hora que estavamos dando uma espiada. Também, exame de manhã…bebê é dorminhoco.

É engraçado também como cada um é único. Tem um jeitinho de ser desde a barriga. O Pedroca mexia bem, nasceu na data provável e até hoje é cheio “das rotinas”, tipo a mesma pessoa que ajuda ele no café da manhã tem que ser ela todo santo dia. As coisas têm uma sequência e precisam ser seguidas a risca. O Lucas só tocando buzina pra ele se mexer na minha barriga, passou das 40 semanas, no trabalho de parto ele não queria sair e hoje é todo zen. Fica na dele, brinca quietinho, adora um abração e é daqueles que deita a cabeça no ombro da gente. E o terceiro, como será? Gostoso pensar, advinhar.

Outro dia, dando banho nos meninos o Pedro começou a fazer uma batelada de perguntas do bebê, como: onde ele dormia, como fazia pra trocar a fralda dele na minha barriga, o que ele comia, como tomava mamadeira…uma mais surpreendete que a outra e todas dificeis de explicar pra uma criança de 3 anos e pouco. Mas foi delicioso ver sua curiosidade, seu interesse. Todo dia de manhã, ele diz que minha barriga tá grande e quer saber quando o bebê vai nascer. O Lucas só passa a mão e diz “nenê”.
E de onde eu menos poderia esperar novidades e surpresas, a dona vida já se encarregou de fazer diferente. Já somos em 4 expectativas diferentes.
Previous Post Next Post

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply